ELEIÇÕES 2022 | Campanha de Miguel aciona Justiça e Polícia Federal contra o PSB



A coordenação jurídica da campanha do candidato a governador Miguel Coelho decidiu protocolar na Polícia Federal e em diversas instâncias da Justiça pedidos para investigação e fiscalização do uso da máquina estatal comandada pelo PSB no Governo do Estado e na Prefeitura do Recife para influenciar as eleições de 2022. A decisão foi estabelecida logo após vir a público um documento enviado a secretários, gestores estaduais e municipais exigindo participação no dia das eleições de milhares de cargos comissionados.

A operação política chamada “Dia D Proposta Voluntários” vazou nas redes sociais nesta sexta-feira (23), gerando indignação não apenas no meio político, como também, na sociedade que deseja eleições limpas. As medidas judiciais serão protocoladas pela coordenação jurídica da coligação Pernambuco com força de novo neste sábado, no Recife, a fim de conter qualquer abuso de poder e ação antidemocráticas nas eleições para governador do estado.

Confira a nota oficial da coligação sobre o caso:

A coligação Pernambuco Com Força de Novo, composta pelos partidos União Brasil, Podemos, PSC e Patriotas, está surpresa e irresignada com a notícia de que estão sendo orquestrados uma operação e um plano de atuação organizada com um exército de cargos comissionados do Governo do Estado de Pernambuco em conluio com a Prefeitura do Recife para influenciar as eleições.

Não há outra alternativa senão de enveredarmos todos os esforços para combatermos esse projeto criminoso de uso da máquina intitulado “Dia D Proposta Voluntários”. Entraremos com pedidos de providências em todas as esferas competentes dentre elas, a Superintendência da Polícia Federal, Procuradoria-Geral Eleitoral e o Tribunal Regional Eleitoral.

O famigerado “Dia D” do PSB está contido em uma apresentação enviada para todos os secretários de Estado e da Prefeitura do Recife sobre uma a mobilização que precisa ser feita no dia 02 de outubro, solicitando a mobilização de todos os cargos comissionados e terceirizados, que serão “obrigados” a serem voluntários no dia da votação. Tudo isso, para tentar não caracterizar o descarado uso da máquina pública. O material vazou nas redes sociais e gerou revolta da sociedade.

Diante de uma postura ilegal e antidemocrática desta monta, a coligação Pernambuco com Força de Novo irá combater duramente o uso da máquina do PSB sem descanso. Nenhum partido ou grupo político se perpetuará pelo abuso de poder ou constrangendo servidores públicos. Desejamos uma eleição limpa e democrática, que respeite acima de tudo a vontade soberana do povo pernambucano.




Publicado por Antônio Oliveira - Redação BCN - o Blog da Terra da Romaria!

Postar um comentário

0 Comentários