Header Ads

O MAIS ACESSADO NA TERRA DA ROMARIA! São Joaquim do Monte-PE-

  • Breaking News

    SAÚDE: Dores Lombares afetam a vida de mulheres durante a gravidez

     O ortopedista Thiago Pedro, especialista em coluna do SEOT, fala sobre as principais causas e como as futuras mamães podem evitar o incômodo causado pela lombalgia

     


     


    Uma das dores que mais afetam a rotina de milhares de pessoas é a dor na coluna. A dor lombar é a segunda maior causa de ida dos pacientes aos consultórios médicos, perdendo apenas para a dor de cabeça. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que cerca de 80% da população mundial sofre ou já sofreu de dores nas costas, principalmente na região lombar. Com a pandemia do novo coronavírus, as queixas têm sido mais comuns nas clínicas ortopédicas, devido a uma série de situações causadas pelo home office e pelo sedentarismo.

    Mas, há um grupo de pessoas que passa por crises de dores lombares frequentes, independente de todos esses fatores. São as grávidas. Muitas mulheres relatam que têm dias terríveis por causa do incômodo na coluna, principalmente na reta final da gravidez. Os sintomas estão diretamente relacionados com a mudança no centro gravitacional da gestante, que altera por causa do crescimento da barriga. Isso faz com que os músculos, em especial os da região lombar, passem a ser mais exigidos, a trabalhar com mais intensidade.

    Há mulheres que acreditam que as dores são consequência da anestesia aplicada no parto o que, de acordo com o ortopedista Thiago Pedro, especialista em coluna do SEOT (Santa Efigênia Ortopedia e Traumatologia), é um mito: “o que provoca a dor é a falta de preparação na fase pré-gestacional, quando a mamãe deve fazer exercícios de reforço da musculatura e alongamentos; na fase pós-parto, a lombalgia ocorre devido o movimento de pegar o bebê do berço para o colo e a amamentação em cadeiras e poltronas desconfortáveis”, explica.

    Alterações hormonais também contribuem para o surgimento da lombalgia, porque enfraquecem os músculos e as articulações. Mas, há uma série de atividades que as gestantes podem adotar no dia a dia para aliviar as dores: alongamentos, massagens e exercícios de baixo impacto são os mais indicados. Para quem está em home office, Thiago Pedro pede atenção para a ergonomia: “é preciso ter cuidado com a cadeira utilizada e verificar a altura do computador em relação aos olhos para não sobrecarregar a coluna”, conclui.

    Para evitar as dores, a gerente administrativa Elline Nunes, grávida de cinco meses, à espera da pequena Olívia, tem buscado alternativas para se prevenir da lombalgia: “nos primeiros três meses, eu tive muitas dores nas articulações sacroilíacas, por causa da má postura causada pela forma como eu trabalhava em casa, ou na cama com o notebook apoiado no colo ou no sofá; com o avanço da gestação, meu obstetra me orientou a fazer fisioterapia, hidroginástica e exercícios como caminhada, assim não senti mais nada na minha coluna”, complementa.

     

    Publicado por Antônio Oliveira - Redação BCN - o Blog da Terra da Romaria!

    Nenhum comentário