SALA DE LEITURA: Um vírus e uma nova forma de ver o mundo - Blog Coisa Nossa

O PORTAL DA TERRA DA ROMARIA! São Joaquim do Monte-PE

SALA DE LEITURA: Um vírus e uma nova forma de ver o mundo

Compartilhe isso!

Quem sabe ao fim de toda essa tempestade de notícias ruins, após todas as dores, o mundo não comece a se reconhecer, a se torna um mundo de amor ao próximo.



 Fique em casa, não saia, o mundo começou a sofrer suas dores. Jornais informam diariamente o número de mortes, novos casos do coronavírus. Governos, Instituições de Saúde nos colocam decretos, normas e recomendações. Não é uma brincadeira, o mundo está em colapso. Como diz em Romanos (8,22), "Sabemos que até hoje toda a criação geme e padece, como em dores de parto." Agora não são somente as queimadas na Amazônia, as barragens se rompendo, os deslizamentos de terra, ou outras grandes catástrofes que víamos pela TV. 

 Agora, as coisas ficaram mais tensas, quem nos amedronta é algo invisível, algo que está matando milhares de pessoas no mundo inteiro e que nos leva ao confinamento. Ela nos obriga a ficar em casa. O COVID-19, mais conhecido por nós como o Novo Coronavírus, é a peste temida e que está ai para nos fazer pensar: Quem somos nós? A que ponto chegamos? Será que nós, "seres humanos", estamos valorizando a vida como devíamos?  

 Sabe aquele ditado: Há males que vem para o bem? Pois é, estive meditando, pensando muito e cheguei a uma conclusão. O mundo está clamando pela nossa atenção, o mundo está cobrando de nós o mandamento deixado por Jesus Cristo: "Amai uns aos outros, como Eu vos amei." Agora,  mesmo que nós desejemos não podemos abraçar, beijar, estar perto. Agora mesmo que nossos corações queiram, é impossível amar de perto. Talvez o COVID-19 esteja ai para mostrar que a vida é breve, que temos pouco tempo para amar e que as vezes nos dizemos fortes, mas o invisível pode nos derrubar em questão de dias.  

 Quando toda essa tempestade passa, quando os jornais noticiarem que o perigo passou, quando voltarmos a poder ir as ruas, ir aos restaurantes e shoppings. Quando os fiéis puderem voltar para as Igrejas, quando as trevas se dissiparem, tenhamos aprendido que cuidar do planeta é algo urgente, que a vida é um presente de Deus e que não podemos negar o direito de ninguém, todos tem direito a vida e vida em abundancia. Precisamos urgentemente entender que o sacrifício de Jesus foi como diz em João capítulo 10 no versículo 10: "Eu vim para que todos tenham vida e a tenham em abundância." 

Blog Coisa Nossa Pernambuco
Por: Antônio Oliveira, em um dia de quarentena. 

Nenhum comentário: