a POLÍTICA: Bruno Araújo, indeciso entre a Câmara e o Senado | Blog Coisa Nossa

O BLOG DA TERRA DA ROMARIA! São Joaquim do Monte-PE-

POLÍTICA: Bruno Araújo, indeciso entre a Câmara e o Senado

O ex-ministro poderá ser candidato a senador numa chapa encabeçada por Armando Monteiro.



Livre dos afazeres do Ministério das Cidades, o deputado Bruno Araújo disporá de mais tempo a partir de agora para iniciar conversações com outros líderes visando à disputa por uma cadeira no Senado nas eleições do próximo ano. Ele tem em tese três alternativas: a reeleição para a Câmara Federal, a candidatura ao Governo do Estado e a disputa por uma vaga de senador. A primeira não pode deixar de ser considerada por ser das três a mais confortável e a que não lhe oferece nenhum risco. Em sendo candidato à reeleição, será um dos parlamentares mais votados de Pernambuco devido aos serviços que prestou ao Estado como ministro nas áreas de habitação e saneamento. A segunda é a disputa pelo governo estadual. Ele teve visibilidade e força política nos últimos 18 meses para construir sua candidatura. Mas aparentemente não externa vontade política para a disputa deste cargo. Restaria, portanto, a candidatura ao Senado, que é a hipótese mais provável, possivelmente numa chapa a ser encabeçada pelo senador Armando Monteiro, com o ministro Mendonça Filho e o senador Fernando Bezerra no palanque. Bruno Araújo é um jovem político em ascensão e certamente não pretende “eternizar-se” na Câmara Federal como fizeram os ex-deputados Ricardo Fiúza (de saudosa memória) e Inocêncio Oliveira.

Aliados órfãos: A saída de Bruno Araújo (PSDB) do Ministério das Cidades deixou “órfãos” vários prefeitos com os quais ele tem relação política: Raquel Lyra (Caruaru), Joaquim Neto (Gravatá), Édson Vieira (Santa Cruz do Capibaribe), Débora Almeida (São Bento do Una) e Joãozinho Tenório (São Joaquim do Monte). Todos pertencem ao PSDB, à exceção de Débora.

Renúncia: Édson Vieira está decidido a renunciar ao mandato de prefeito em abril do próximo ano, para disputar vaga na Câmara Federal, mas só se Bruno Araújo candidatar-se a senador. Ele avalia que há espaço político para a eleição de um federal no “Pólo de Confecções” do Agreste, que ficou sem representante desde que José Augusto Maia (PTB) concluiu o seu mandato.

Descontrole:  Pelo que se ouviu ontem na Amupe, prefeito que começou a atrasar salário, como o de São José do Egito, Evandro Valadares (PSB), por exemplo, não colocará mais a folha em dia. Já na vizinha Itapetim, o prefeito Adelmo Moura (PSB) pagou 50% do 13% em junho, e deverá pagar a 2ª parcela no próximo dia 30 junto com o salário de novembro.

Teste: O governador de SP e provável candidato do PSDB a presidente, Geraldo Alckmin, fará seu 1º teste de popularidade, no Recife, na próxima 2ª, durante café da manhã com empresários (Paço Alfândega). Falará sobre “Gestão pública e os desafios do Brasil contemporâneo”.

Prestígio: O prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira (PR), começa a demonstrar força e prestígio. O presidente da CEF, Gilberto Ochhi, esteve ontem em Pernambuco só para despachar com ele. Saiu do aeroporto direto para a prefeitura e em seguida voou para Brasília.


Blog Coisa Nossa Pernambuco
Com informações da Folha de Pernambuco.
Publicar no Google Plus

O Blog Coisa Nossa Pernambuco

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: