a 50 ANOS DE PAIXÃO: Memorias de Plínio Pacheco e Diva Pacheco estão eternizadas em Museu. | Blog Coisa Nossa

O BLOG DA TERRA DA ROMARIA! São Joaquim do Monte-PE-

50 ANOS DE PAIXÃO: Memorias de Plínio Pacheco e Diva Pacheco estão eternizadas em Museu.

Localizado dentro o Teatro de Nova Jerusalém, o Espaço Cultural Diva e Plínio Pacheco, guarda um acervo que conta e eterniza a história do idealizador do teatro e de sua esposa, uma atriz que ganhou respaldo e nome nacional.

O Espaço Cultural abriga um acervo que eterniza a história de Plínio e Diva Pacheco. 


  Quer conhecer mais sobre a história de Plínio e Diva Pacheco? Então está na hora de conhecer o Espaço Cultura que recebe os nomes desses dois grandes nomes de Nova Jerusalém. No acervo do Espaço Cultural, peças de roupa, utensílios de cozinha, prêmios e outros diversos objetos ajudam a contar a história do fundador do teatro e de sua esposa que ficou conhecida por ser a que mais vezes fez o papel de Maria nas encenações da Paixão de Cristo.

Além do acervo no Espaço Cultural, muitas obras estão espalhadas pelo Teatro. Entre ela este monumento de Plínio Pacheco
que está colocado na Pousada da Paixão, no local onde ele costumava ficar. A obra é assinada pelo artista plastico Caxiado.


Plínio Pacheco: Gaúcho de Santa Maria, Plínio Pacheco tinha formação em comunicação pela Força Aérea Brasileira (FAB), mas gostava de dizer que era jornalista. Chegou à Fazenda Nova em 1956, a convite do então diretor e ator Luiz Mendonça, que na época, interpretava o papel de Jesus no espetáculo da Paixão de Cristo. A peça era representada nas ruas da pequena vila, distrito do município de Brejo da Madre de Deus, com a participação de camponeses, de pequenos comerciantes locais e também de alguns atores e técnicos que atuavam nos teatros de Recife. Hoje a Paixão de Cristo Nova Jerusalém é tido como o Maior Teatro Ao Ar Livre do Mundo e em sua encenação conta com atores nacionais e suas importância é gigantesca na formação da cultura e da identidade do povo daquela região.










Diva Pacheco:  Atriz brasileira. Ela faleceu em 20 de julho de 2012 vítima de um Acidente Vascular Cerebral, aos 72 anos de idade. Estreou na televisão interpretando a temida Sulanca na novela de Miguel Falabella A Lua Me Disse. Seu único e inesquecível papel na TV. Casada com Plínio Pacheco, Diva, sempre esteve ao lado do marido durante a idealização do espetáculo da Paixão de Cristo, não é de se espantar que Diva tenha sido a atriz que mais interpretou o papel de Maria no espetáculo. Ela morreu em 20 de Julho na cidade de Caruaru, vitima de um acidente vascular cerebral.










Os copos de Plínio e de Diva Pacheco estão sepultados na Teatro de Nova Jerusalém, em um local espacial de areá verde e rodeada de um cenário digno da grandiosidade desde dos personagens da história dos 50 anos de Paixão.



Blog Coisa Nossa Pernambuco | Especial 50 ANOS DE PAIXÃO.
Texto e Fotografias: Antônio Oliveira
Fonte Informações: G1 e Textos sobre Plínio Pacheco.
Publicar no Google Plus

O Blog Coisa Nossa Pernambuco

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários: